Página inicial

 Página inicial

 Álbum de Fotos

 Agapornis

 Calopsitas

 Papagaios

 Cuidados gerais

 Cortando asas e unhas

 Devo ter um pássaro?

 Direitos dos animais

 Plantas para pássaros

 Ecologia

 Mapa do site

 Histórias reais

 Aves no Antigo Egito

 Aves e a arte

 Aves de São Paulo

 Nossos mascotes

 Campanhas/Banners

 Links

 Nossos Artigos

 Matérias

 Ser Vegetariano

 Proteção Animal

 Escreva-nos!

Criando Papagaios, Calopsitas e Agapornis.

 

       Ecologia

Predação de Anfíbios por Aves


Gentilmente cedido
por Germano Woehl Jr. para o site Birdmania

Germano Woehl Jr. é pesquisador titular e, como voluntário, coordenador de Projetos do Instituto Rã-bugio p/ Conservação da Biodiversidade

  www.ra-bugio.org.br

Os anfíbios estão na base da cadeia alimentar e, portanto, formam um elo muito importante no equilíbrio dos ecossistemas. A extinção de espécie e declínio de suas populações é catastrófico para os ecossistemas. Quando um banhado, por exemplo, é drenado ou transformado numa lagoa para criação de peixes, toda a fauna das proximidades é afetada. Os banhados são “maternidades” para várias espécies de anfíbios, que ali desovam e os girinos se desenvolvem até sofrerem a metamorfose, quando deixam a vida aquática e se dirigem para a floresta.

Várias espécies de aves se alimentam de anfíbios, em algumas delas os anfíbios são o principal item de suas dietas. 

Os anfíbios sofrem predação em várias fases de sua vida: As desovas são avidamente consumidas por saracuras, conforme observado na espécie SARACURA-DO-MATO (Aramides saracura) que se alimenta dos ovos da perereca FILOMEDUSA (Phyllomedusa distincta) e do SAPO-DE-FLORESTA (Bufo crucifer); os girinos sofrem predação do MARTIN-PESCADOR-PEQUENO (Chloroceryle americana), MARTIM-PESCADOR-GRANDE (Ceryle torquata), do BEM-TE-VI (Pitangus sulphuratus), SARACURA-DO-MATO (Aramides saracura), SARACURA-TRÊS-POTES (Aramides cajanea) entre outros; quando saem da água, para iniciar a vida em terra firme, as rãzinhas ou sapinhos sofrem uma predação intensa de pássaros como o SABIÁ-LARANJEIRA (Turdus rufiventris) entre outros; já na fase adulta os anfíbios sofrem predação de várias espécies de aves, como por exemplo o TINGUAÇÚ (Attila rufus), SURUCUÁ-DE-PEITO-VERMELHO (Trogon surrucura), ANU-PRETO (Crotophaga ani), ANU-BRANCO (Guira guira), GARÇA-BRANCA-GRANDE (Casmerodius albus), INAMBU-GUAÇÚ (Crypturellus obsoletus), INAMBU-XORORÓ (Crypturellus parvirostris) etc.

 

 Foto: Germano Woehl Jr (Instituto Rã-bugio) Guaramirim, SC, dez/03

Saracura-do-mato (Aramides saracura). Ovos das rãs fazem parte de seu cardápio.

 

Foto: Germano Woehl Jr (Instituto Rã-bugio) Guaramirim, SC, jan/04

SURUCUÁ-DE-PEITO-VERMELHO (Trogon surrucura) Predação de uma perereca da espécie Hyla albomarginata

 

Foto: Germano Woehl Jr (Instituto Rã-bugio) Guaramirim, SC, jan/04

SURUCUÁ-DE-PEITO-VERMELHO (Trogon surrucura), macho, alimentando seus filhotes com uma perereca da espécie Hyla albomarginata.

Obs. O Surucuá faz seu ninho em cupinzeiros arborícolas. O macho escava uma cavidade e o casal se reveza para chocar os ovos e alimentar os filhotes. Choca duas vezes ao ano. Quando os filhotes são jovens, são alimentados com lagartas, grilos, bicho-folha, bicho-pau, cigarras etc. Quando eles já estão bem desenvolvidos, quase deixando o ninho, pererecas entram no cardápio, que antes têm seus ossos triturados pelo bico dos pais.

 

Germano Woehl Jr.

Instituto Rã-bugio para Conservação da Biodiversidade

www.ra-bugio.org.br

Guaramirim, SC



  
Leia mais sobre a Mata Atlântica...

 


[ ]


[ voltar ]

             



BIRDMANIA 1999-2008 - birdmania@uol.com.br