Página inicial

 Página inicial

 Álbum de Fotos

 Agapornis

 Calopsitas

 Papagaios

 Cuidados gerais

 Cortando asas e unhas

 Devo ter um pássaro?

 Direitos dos animais

 Plantas para pássaros

 Ecologia

 Mapa do site

 Histórias reais

 Aves no Antigo Egito

 Aves e a arte

 Aves de São Paulo

 Nossos mascotes

 Campanhas/Banners

 Links

 Nossos Artigos

 Matérias

 Ser Vegetariano

 Proteção Animal

 Escreva-nos!

Criando Papagaios, Calopsitas e Agapornis.
                                                


Dicas para criadores

Muito cuidado com coisas básicas como: gaiolas com tamanho apropriado, poleiros, alimentação, água fresca, alimentos tóxicos, Veterinários especializados em aves, atenção, comunicação entre você e seu papagaio, e coisas perigosas que existem em sua casa e que podem prejudicar a saúde de seu pássaro de estimação.

   

Primeiramente, observe sempre a água de seu pássaro, ela deve estar em um potinho tão limpo quanto o que você usa para beber água.

A alimentação tem de ser variada, rica e fresca. SEMPRE! Uma da atividades favoritas de seu pássaro é comer, eles passam boa parte do dia comendo, então, diversidade, qualidade e alimentação balanceada é fundamental para que seu pássaro seja feliz e saudável.

Cuidado com alimentos tóxicos! O que é delicioso para seres humanos pode matar seu pássaro. Veja lista de alimentos tóxicos neste site. 

Gaiolas e poleiros são de fundamental importância para a saúde física e psicológica de seu papagaio. Gaiolas pequenas onde eles não consigam abrir as asas, é além de terrivelmente cruel pode atrofiar seu pássaro. Poleiros muito largos ou muito finos prejudicam os pés de seu pássaro podendo causar feridas que nunca cicatrizam e podem levá-lo à morte. Muito cuidado! Outro problema sério é onde colocar a gaiola, de preferência em lugares movimentados pela família, em lugares não muito quentes nem muito frios, em lugares onde ficam calmos e escuros após as 6 da tarde e claros ao amanhecer. 

Seu papagaio precisa de atenção, eles são animais sociáveis e vivem em bandos, a solidão pode deixá-lo infeliz. Ele precisa sentir que você faz parte de seu "bando" e que ele pode contar com você. Ouça seus sons e perceba o que eles querem dizer com cada um deles. Os sons e a atitude corporal podem "falar" muito sobre seu pássaro. Leia a parte de comunicação neste site e saiba mais sobre o assunto.

   

Muito cuidado com objetos normais que existem em sua casa. Eles podem ser extremamente perigosos para seu pássaro. Por exemplo: Ventilador de teto ligado, fios força ligados na tomada, plantas venenosas, panelas no fogo destampadas, aquecedores, janelas e espelhos (eles podem trombar). E diversas outras coisas que podem machucar seriamente seu pássaro.

Veterinários especializados em aves são fundamentais para que eles tenham um tratamento apropriado. É inútil levá-los à um veterinário de cães e gatos, ele não estará preparado para fazer os exames (se necessário). Então procure um veterinário especializado em aves antes de precisar dele!

Não tenha um papagaio se você não tiver muita paciência e tempo para se dedicar à ele!

[ subir ]

[ voltar ]


BIRDMANIA 1999-2008 - birdmania@uol.com.br