Página inicial

 Página inicial

 Álbum de Fotos

 Agapornis

 Calopsitas

 Papagaios

 Cuidados gerais

 Cortando asas e unhas

 Devo ter um pássaro?

 Direitos dos animais

 Plantas para pássaros

 Ecologia

 Mapa do site

 Histórias reais

 Aves no Antigo Egito

 Aves e a arte

 Aves de São Paulo

 Nossos mascotes

 Campanhas/Banners

 Links

 Nossos Artigos

 Matérias

 Ser Vegetariano

 Proteção Animal

 Escreva-nos!

Criando Papagaios, Calopsitas e Agapornis.

  


Introdução

Elas são adoráveis, belas e muito inteligentes. Calopsitas tem um baixo custo e são muito fáceis de tratar. Elas aprendem facilmente a assoviar pequenas músicas e, próximas a uma ave "cantora" como Canários, elas podem aprender a cantar lindamente! Aqueles que não podem comprar uma caríssima Cacatua, podem comprar uma ave muito similar, e infinitamente menos ruidosa.

Sua variedade de cores é surpreendente e você pode domesticá-la facilmente. Seu tamanho é de excelente adaptabilidade, boas para manusear e são dotadas de uma excelente personalidade, alegres e sempre dispostas a lhe fazer companhia (elas podem viver em viveiros com outras espécies sem nenhum problema, desde que respeitados o espaço mínimo suficiente e ninhos específicos para todos os casais).

Como classificação básica, as Calopsitas são membros de um grupo semelhante ao dos papagaios conhecido como: PSCITACIFORMES. Seu bico é do tipo "gancho" e seus pés tem dois dedos voltados para frente e dois voltados para trás (Zigodactilos).

Seu tamanho é de cerca de 31cm (12 polegadas). Elas geralmente tem uma bela e brilhante crista amarela e adoráveis círculos laranja abaixo dos olhos. Sua sexagem pode ser feita após os 5 ou 7 meses de idade. Somente os machos têm a habilidade de assoviar e este atributo pode ajudar na sexagem da ave antes dos 5 meses de idade.

Nativas da Austrália elas são aptas a sobreviver em lugares áridos (em seu estado nativo) e voar por quilômetros a procura de água, motivo pelo qual você raramente verá sua Calopsita bebendo água. São pássaros extremamente fáceis de tratar em termos de necessidades nutricionais. Adoram sementes, castanhas sem sal, vegetais, frutas, e sua maior paixão: milho!

Pânico Noturno

No que se refere ao comportamento diário, o que difere as Calopsitas é o famoso “Pânico noturno” (Night fright). É um comportamento praticamente exclusivo desta raça. Quando estão dormindo, sem nenhuma razão aparente ou por qualquer mínimo motivo desde um inseto que passa perto deles até barulhos repentinos, fogos, luzes, ratos, lagartixas, qualquer coisa! Elas se debatem loucamente na gaiola.

Se elas estiverem chocando podem quebrar os ovos, se tiverem bebês podem machuca-los seriamente com as unhas e se houverem brinquedos que façam barulho, elas assustam mais ainda!

Elas se debatem muito causando pânico entre as outras aves que estiverem por perto. Este pânico é tão grande que às vezes elas se machucam (se houverem poleiros mal posicionados) ou no mínimo, perdem muitas penas.

 Já tive de levantar diversas noites correndo para acender a luz e com uma voz tranqüila tentar acalma-las. Uma solução básica e fácil que encontrei foi manter a cobertura das gaiolas semi-abertas e acender uma luz azul bem fraca, só para que elas possam ver o que está ocorrendo no ambiente. Aparentemente elas detestam escuridão total. Se a gaiola ou o viveiro for muito longe de seu quarto, aconselhamos (para os mais cuidadosos) a utilização daqueles intercomunicadores que são utilizados em quartos de bebês. E o fundamental é a manutenção constante de uma luz de referência todas as noites.

[ subir ]

[ voltar ]


                                BIRDMANIA 1999-2008 - birdmania@uol.com.br